Industria calçadista emprega cerca de 31 mil pessoas na Bahia

Incentivos fiscais com descontos de ICMS de até 99% têm atraído fábricas do segmento

A descentralização de fábricas de calçados, por meio da oferta de incentivos fiscais do Governo do Estado, reflete, atualmente, no funcionamento de 51 fábricas, que estão espalhadas em 41 municípios.

No último dia 15 de maio, a Minas Bahia, instalada desde 2016 em Serrinha, firmou compromisso com o governo baiano para ampliar a planta fabril. O Estado entrou com a cessão de um galpão e incentivos fiscais e, em contrapartida, a Minas Bahia vai investir R$ 3,8 milhões, gerando 200 novos empregos diretos e saltando a produção para 1,3 milhão de pares ao ano. Atualmente, o grupo gera cerca de 250 empregos diretos e fabrica por ano 727 mil pares de calçados, abastecendo, além do nordeste brasileiro, as regiões sul e sudeste do país.

A diretora de Desenvolvimento de Negócios da SDE, Laís Maciel, explica a tática da atração. “Nós estamos utilizando as melhores estratégias para a atração da indústria, em especial a calçadista. É uma estratégia muito importante para a economia da Bahia, porque representa a geração de muitos empregos e a utilização da mão-de-obra local, além de ajudar no desenvolvimento de municípios do interior”.

Para os próximos anos, estão previstos a instalação de sete empreendimentos nas regiões de Castro Alves, Serrinha, Ubaíra e outros municípios. O investimento somado chega a R$ 48 milhões. Cerca de dois mil novos empregos diretos serão gerados.

“Essas empresas estão se instalando aqui porque o Estado consegue oferecer galpões com valores subsidiados e preços de mercado muito mais competitivos. Além disso, conseguimos dar um incentivo fiscal que é um dos melhores do Brasil, com descontos de ICMS de até 99% para essa indústria”, concluiu Laís Maciel.

Acompanhe o Caderno de Notícias no FacebookInstagramYouTube e Twitter.

Carregar mais em Bahia

Vejam também

VÍDEO: Em sala de cinema, pai briga com filho sobre masculinidade

Foi divulgado nesta sexta-feira (7), mais um vídeo da campanha ‘Masculinidade Tóxica…