Sancionada lei que insere Dandara dos Palmares e Luísa Mahin como ‘heroínas da pátria’

Dandara e Mahin foram mulheres que se destacaram contra o processo de escravidão

Foi sancionada, neste mês de abril, a lei que insere Dandara dos Palmares e Luísa Mahin como ‘heroínas da pátria’. O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) é autor do PLC 119/2018 que foi debatido e aprovado em conjunto com o PLC 55/2017 no Senado Federal em março – garantindo assim os nomes no ‘livro de aço’.

“O Brasil precisava desse reconhecimento. Tanto Dandara quanto Mahin são nossas referências de luta, da mulher negra e empoderada, com participação social intensa. Fico lisonjeado de ter sido um dos autores de um dos projetos que geraram lei e inseriram ambas no livro de ‘Heróis e Heroínas da Pátria’”, destaca Valmir.

Foto: Beto Oliveira

Valmir também é autor de projeto de lei que conseguiu inscrever o líder das Ligas Camponesas, João Pedro Teixeira, no mesmo livro que agora tem Dandara e Mahin.

Dandara dos Palmares foi companheira de Zumbi dos Palmares, e comandou um quilombo contra o processo de escravidão. Dandara lutou pela vida, mas foi presa e cometeu suicídio para não retornar à condição de escrava. Luísa Mahin era mãe de Luís Gama e passou a coordenar e articular levantes de negros escravizados que sacudiram a Bahia.

Acompanhe o Caderno de Notícias no FacebookInstagramYouTube e Twitter.

Carregar mais em Bahia

Vejam também

Industria calçadista emprega cerca de 31 mil pessoas na Bahia

A descentralização de fábricas de calçados, por meio da oferta de incentivos fiscais do Go…