VÍDEO: Em sala de cinema, pai briga com filho sobre masculinidade

A encenação faz parte da campanha ‘Respeita as Mina’ do Governo da Bahia

Foi divulgado nesta sexta-feira (7), mais um vídeo da campanha ‘Masculinidade Tóxica’, promovida pelo Governo da Bahia. No VT, o personagem interpretado pelo ator Miguel Vieira entra em uma sala de cinema ao celular em diálogo com o filho, antes do início da sessão, gerando desconforto na plateia, que reage aos comentários machistas do suposto pai.

O vídeo foi gravado durante sessões em cinemas de Salvador, no último fim de semana. A campanha faz parte da ação ‘Respeita as Mina’, de enfrentamento à violência contra as mulheres, que tem como objetivo sensibilizar a população para o combate à cultura machista.

Assista:

Masculinidade nova

A masculinidade tóxica é definida por especialistas como uma ideia de masculinidade, construída socialmente, que considera a força e a agressividade como virtudes do homem, enquanto as emoções e os sentimentos são considerados fraquezas típicas das mulheres. Expressões como “homem não chora” e “homem que é homem não leva desaforo pra casa” são representativas de um padrão de masculinidade que estimula comportamentos agressivos.

A masculinidade tóxica faz mal não apenas às mulheres, mas aos homens que, por vezes, sofrem ao se perceberem fora do padrão estabelecido como o ideal. O propósito da campanha é estimular o debate e contribuir para que os homens se permitam viver uma nova masculinidade. Por isso, a campanha tem também o site (www.masculinidadenova.com.br), com artigos, depoimentos e informações de utilidade pública.

Acompanhe o Caderno de Notícias no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Carregar mais em Bahia

Vejam também

Governo contrata instituto para realizar concurso da PM e dos Bombeiros

O Governo da Bahia publicou, no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta (18), a contra…