Ex de Bolsonaro corre para se aposentar antes da Reforma

Rogéria Bolsonaro pediu documentos à Prefeitura do Rio de Janeiro, onde trabalhou por sete anos, para dar entrada no pedido de aposentadoria

A ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro (PSL), mãe dos três filhos políticos da família, virou assunto no Twitter na manhã desta quarta-feira (22) por causa de um pedido feito à Prefeitura do Rio de Janeiro. Segundo documento revelado pelo colunista Anselmo Goes, do jornal O Globo, Rogéria Nantes Bolsonaro solicitou documentos à repartição para comprovar o período de sete anos que trabalhou em cargo sem concurso público para dar entrada no pedido de aposentadoria antes da aprovação da Reforma da Previdência, proposta pelo governo do seu ex-marido.

A requisição de declaração de tempo de contribuição foi feita no dia 27 de janeiro e os documentos já foram reunidos. A documentação mostra que, desde 2009, ela foi nomeada para cargos de assistente do gabinete do prefeito, e assistente e assessora da Secretaria Municipal da Casa Civil. À época, o prefeito do Rio era Eduardo Paes.

Rogéria Bolsonaro foi assunto durante a campanha eleitoral quando vieram à tona detalhes do processo de separação da segunda ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro, Ana Cristina Valle, revelados pela revista Veja. À época, Ana Cristina acusou Bolsonaro de ter ocultado patrimônio e de agir com “agressividade”. Rogéria então publicou um vídeo nas redes sociais chorando e defendendo o então candidato a presidente.

Rogéria também foi vereadora no Rio de Janeiro com o apoio do então marido. Mas quando se separou dela, Bolsonaro lançou o filho Carlos Bolsonaro para concorrer ao mesmo cargo, aos 17 anos, e ele acabou tirando o posto da mãe.

Fonte: Jornal Estado de Minas

Acompanhe o Caderno de Notícias no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Carregar mais em Brasil

Vejam também

Vídeo: Irmã Dulce se torna oficialmente a primeira santa brasileira

Irmã Dulce (Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, nascida em Salvador, da Bahia, em 1914…