Bolsonaro e ministros avaliarão possíveis vetos a projeto de abuso de autoridade

O PL depende apenas da sanção presidencial para virar lei

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (15) que analisará junto com seus ministros o projeto de lei de abuso de autoridade, aprovado na Câmara ontem. O projeto depende apenas da sanção presidencial para virar lei.

“[O projeto] vai chegar na minha mesa semana que vem. Os ministros vão, cada um, dar sua opinião, sua sugestão de sanção e alguns vetos”, disse o presidente após evento no Clube Naval de Brasília.

Questionado sobre sua opinião a respeito do tema, o presidente concordou que há abuso de autoridade, e exemplificou com o processo a que respondeu por ter dito à deputada Maria do Rosário (PT-RS), em 2014, que ela “não merecia ser estuprada”. “Tem autoridade que pratica abuso. Eu sou réu por apologia ao estupro. Alguém me viu alguma vez [dizer] que se deve estuprar alguém no Brasil?”, disse.

“Existe abuso, somos seres humanos. Logicamente não se pode cercear os trabalhos das instituições, mas a pessoa tem que ter responsabilidade quando faz algo e fazer baseado na lei”, acrescentou.

Fonte: Agência Brasil

Acompanhe o Caderno de Notícias no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Carregar mais em Justiça

Vejam também

VÍDEO: Lula concede entrevista a Bob Fernandes para a TVE Bahia

Na última quarta-feira (14), na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, o ex-pre…